Infidelidade milionária: partidos tentam comprar deputados com dinheiro do Fundão

Publicado por

Screenshot_2018-03-12-07-35-29.jpg

A garantia de financiamento de campanha preside as negociações da “janela” que permite a deputados federais trocar de partido sem o risco de perda de mandato. Os deputados estão sendo aliciados por outros partidos com a garantia de financiamento integral de sua campanha de reeleição. O valor é o limite máximo de R$2,5 milhões para campanha de deputado federal, definido pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). A informação é do colunista Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

Além do fundo partidário de R$1 bilhão, os partidos retirarão ao menos R$1,7 bilhão dos cofres públicos para financiar a campanha deste ano.

Pelo critério definido no Congresso e avalizado pelo TSE, o povo é que vai pagar campanhas de tipos que frequentam as páginas policiais.

As direções de partidos medianos como PP, PR e PTB, decidiram priorizar a eleição do maior número possível de deputados, este ano.

Trata-se de uma questão financeira: o número de deputados federais é um dos principais critérios para definir a fatia no fundo partidário.

Partido NOVO

O partido NOVO é a única legenda  contrária ao uso do Fundo Partidário. “No NOVO não se pega nem um centavo. Há respeito pelo pagador de impostos”, diz João Amoêdo presidente da sigla.

Curta República de Curitiba
error
Anúncios

2 comentários

  1. TODOS OS ELEITORES BRASILEIROS DEVEM FICAR VIGILANTES : DE OLHOS BEM ABERTOS NESSES ATUAIS CANDIDATOS: QUEM MUDAR DE LEGENDA RECEBENDO “PROPINA” DEVE FICAR FORA DA ELEIÇÃO. VAMOS PASSAR O B R A S I L A LIMPO: POLÍTICO “PORCO” QUE SUJA NAS RAPINAGENS DA CORRUPÇÃO:FORA!..

    QUEM NÃO ESTIVER CONTENTE, OU QUE NÃO QUISEREM CONTRIBUIR PARA UM NOVO TEMPO EM NOSSO PAÍS DEVEM RECORDAR: B R A S I L : A M E – O OU D E I X E – O