Ministros aumentam constrangimento sobre Cármem Lúcia para discutir prisão em 2ª instância

carmem pressao

 

Uma questão de ordem deve ser apresentado esta tarde (21) por ministros do Supremo Triibunal Federal com o objetivo de forçar sua presidente, Cármen Lúcia, a pautar novamente a possibilidade de prisão após condenação em segunda instância.

Uma reunião que seria realizada ontem (20) para tratar do assunto acabou não ocorrendo, o que provocou reação do decano do STF, Celso de Mello, e deixou claro o impasse que divide os 11 ministros.

O decano afirmou que faltou pouco para que algum ministro apresentasse, durante a sessão da quinta-feira passada, dia 15, uma questão de ordem que poderia levar ao novo julgamento das ações que tratam do tema mesmo sem Cármen Lúcia pautá-las.

Como o encontro não ocorreu, há a possibilidade de o tema voltar nesta quarta-feira ao plenário do STF.

O assunto já foi discutido há um ano e meio pelos próprios ministros, mas o ministro Marco Aurélio de Mello, voto vencido naquela ocasião, decidiu usar a condição de relator de duas ações diretas de constitucionalidade (ADCs) sobre o assunto, para forçar a situação.

Na segunda-feira (19), o ministro Gilmar Mendes criticou o fato de habeas corpus não terem sido pautados para julgamento. “A casa do pai tem muitas moradas e o caminho para a casa do pai é diverso. De modo que discutir se a questão será julgada em habeas corpus ou em ação direta de inconstitucionalidade não é importante. O importante é que seja discutido e não se negue jurisdição. O que é grave para o Judiciário e não pode ocorrer é não julgar.”

PRESSÃO

Merval Pereira, na GloboNews, disse que Cármen Lúcia deve manter a decisão que permitiu prender os condenados em segundo grau.

Por outro lado, “um habeas corpus específico pode ser votado. Evidentemente, ela se refere ao caso do ex-presidente Lula. Vamos ver se algum ministro está disposto a pedir que o assunto seja colocado em pauta”, disse o jornalista.

Anúncios

3 comentários

  1. Me ajudem a refletir. Porque há menos três anos o STF quer rever uma decisão de tão suma importância para os destinos de nosso País? O que realmente está por trás destes “Homens”?

    Curtir

    1. Muita grana!!! Nós proximpr anos, instaurando no Brasil a política bolivariana assim como aconteceu na Venezuela, quem pagaria vantagens, o povo ou os que estão lutando ao lado do Lula? Eles não estão nem aí para a populacao em geral, eles defendem apenas os próprios interesses, vc acha que os ministros notadamente a favor da bandalheira vão se importar com qualquer coisa? Eles defendem a si próprios e suas famílias que por estarem no poder em troca de mais poder se vendem, se deixam corromper para terem apoio dos governantes que estão no poder, cada vez mais fico convencido que as leis e o poder judiciario americano é o mais correto para se aplicar no Brasil!!! Com leis duras, investigação pesada e independente, onde as leis permitem investigar até um presidente que está no poder

      Curtir

  2. INFELIZMENTE NÃO ADIANTOU APOIO PÚBLICO. A MINISTRA SE ENTREGOU. OS MALFEITORES TRAVESTIDOS DE MINISTROS NO MEIO DOS QUE VACILAM OPTAM PELA IMBECILIDADE QUE DESGOVERNANDO O PAÍS, VEM CAUSANDO TODO ESSE TRANSTORNO///.MAS MINISTRA CÁRMEN LÚCIA, O BRASIL DOS CONSCIENTES AINDA ACREDITAM QUE A JUSTIÇA PREVALECERÁ, SOBRE A HIPOCRISIA DOS QUE ATORMENTAM OS TERMOS DOS DITAMES INSTITUCIONAIS DA CONSTITUIÇÃO FEDERAL DO BRASIL!///. ****obs: fazem de tudo para desmoralizar o STF, Suprema Corte do Brasil!. Perguntamos: que plano sórdido pode estar atrás disso tudo???***/.

    Curtir

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s