Governo quer que STF aplique R$ 500 milhões em multas a empresários de transportadoras

Publicado por

temer multa 2

 

Advocacia Geral da União (AGU) pedirá ao Supremo Tribunal Federal (STF) para aplicar mais R$ 506,5 milhões em multas a 46 empresas transportadoras. O valor se refere a multas de R$ 100 mil por hora determinadas em decisão do ministro Alexandre de Moraes, do STF.

A decisão do ministro foi tomada quando a AGU pediu ao Supremo que declarasse ilegal a greve dos caminhoneiros.

Na semana passada, a AGU já havia pedido R$ 141 milhões em multas a 96 empresas e mais R$ 198 milhões em multas a outras empresas transportadoras.]
As multas atingem as empresas, não os caminhoneiros. O argumento do governo é que houve o chamado locaute, em que patrões teriam impedido que trabalhadores de retomarem suas atividades.

O Palácio do Planalto tem convicção de que, por trás da grande mobilização dos caminhoneiros, empresários importantes do setor de transportes se mobilizaram para dar corpo à greve.

Apesar da pressão de empresas por uma “anistia”, por meio do projeto do marco regulatório do transporte, a advogada-geral da União, Grace Mendonça, já tinha afirmado, na semana passada, que não há condições de reversão porque não são multas administrativas, mas, sim, judiciais.

Curta República de Curitiba
error
Anúncios

3 comentários

  1. Este governo está achando pouco o que arrecada do povo e quer mais e mais , agora culpa os empresários e quer multá-los , não enxergando que eles empregam muitos trabalhadores neste país e , muitos deles já decretaram falência !!!