“Não vão deixar pedra sobre pedra” diz procurador da Lava Jato

Publicado por

22fev2018---o-procurador-da-republica-carlos-fernando-dos-santos-lima-durante-coletiva-de-imprensa-sobre-a-48-da-operacao-lava-jato-denominada-operacao-integracao-na-sede-da-superintende

O procurador regional da República, Carlos Fernando dos Santos Lima, criticou as decisões tomadas no dia de hoje pela Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF), que mandou soltar alvos da Operação Lava Jato, como o ex-ministra José Dirceu e o ex-asessor do PP João Cláudio Genu. A anulação de provas contra a presidente do PT e Senadora Gleisi Hoffmann e seu marido, na Operação Custo Brasil.

” A maioria da Segunda Turma está trabalhando afinco hoje. Não vão deixar pedra sobre pedra”, escreveu Lima, em sua rede social na internet.

“Como a história das grandes operações no Brasil mostra, as investigações acabam em julgamentos das cortes superiores, na maior parte das vezes mutilado da análise profunda das provas. Afirma o procurador.

Curta República de Curitiba
error
Anúncios

2 comentários

  1. E muito triste que os bandidos do STF está fazendo com nosso pais, não tem o mínimo de respeito pelo o Brasil.
    O já virou o regime Venezuleno! O que podemos fazer p acabar com os bandidos do STF?Só resta a gora a Força Armada nos ajuda.