Cármem Lúcia indica que não julgará prisão em 2° instância

Publicado por


A presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), ministra Cármen Lúcia, divulgou nesta sexta-feira (29) a agenda de julgamentos do tribunal até setembro e não incluiu os processos sobre a possibilidade da prisão após condenação em segunda instância.
Apesar de a indicação de data para julgamento ser uma forte indicação do que será analisado pelo Supremo, isso, porém, não impede Cármen Lúcia de posteriormente colocar o tema para decisão. A definição da pauta de julgamentos é uma atribuição da presidente do STF.
Uma decisão do STF contrária à prisão em segunda instância poderia beneficiar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), que desde abril cumpre pena após ter a condenação na Operação Lava Jato confirmada pelo TRF-4 (Tribunal Regional Federal da 4ª Região).

Curta República de Curitiba
Anúncios

2 comentários

  1. Pelo amor de deus ate quando este país vai continuar a dê ender bandidoa,ladrões,pilantras e canalhas,soltam Zé dirceu e agora querem soltar o lula,jesus se fosse um pobre coitado estaria apodrecendo na cadeia sem direito nem pra visita,até quando bandido,ladrões,canalhas vão ter privilégios neste país infeliz,que país mais baixo e sem escrupulos,onde quem rouba pra matar a fome dos filhos vai preso sem direito a recurso e estes bandidos do colarinho branco roubam bilhões e ficam rindo da nossa cara gozando de liberdade sem ser punidos por ninguém,olha eu cansei desisto deste brasil imundo e lixo,o brasil é um lixo.