Sérgio Moro é ameaçado de morte

Após a decisão do presidente do Tribunal Regional Federal da 4° Região, que acolheu a decisão de João Pedro General Neto ao impedir a soltura do Lula o Juiz Sérgio Moro recebeu inúmeras ameaças nas redes sociais.

Confira na foto a baixo as denúncias contra o Juiz Sérgio Moro promovida por apoiadores de Lula.

Anúncios

5 comentários

  1. Fácil de pegar essas porqueiras que devem está usando essas fisionomias de jovens (ou talvez sejam jovens alienados) e mandar para o presídio!!!

    Curtir

  2. Quanto mais o PT se expõe, principalmente no momento atual onde todos e o Brasil estão com dificuldades, mais me convenço de que esta merda não é um partido e sim um facção criminosa!
    Os seus adeptos são todos criminosos em maior ou menor grau só dependendo da oportunidade. Certamente Lula, se solto, depois do churrasco dos bandidos em Foz do Iguaçu, ia passar a ponte e fugir do país!
    Um bandido COVARDE!!
    FORA PT! TEMOS QUE ACABAR COM ESTA LEGENDA!
    BOLSONARO 2018!!!🇧🇷🇧🇷🇧🇷🇧🇷

    Curtir

  3. MORO FICOU NU
    Por: Alex Solnik é jornalista. Já trabalhou: Jornal da Tarde, Istoé, Senhor, Careta, Interview e Manchete. É autor de treze livros, dentre os quais “Porque não deu certo”, “O Cofre do Adhemar”, “A guerra do apagão” e “O domador de sonhos”

    Em PLENAS FÉRIAS, em Portugal, agiu como se Lula fosse “dele”. “Esse preso é meu, ninguém bole” foi o seu recado d’além mar.
    CONFIRMOU AS RECLAMAÇÕES da defesa de Lula de que não atuava com a necessária isenção no processo.
    E o mais surpreendente e constrangedor foi constatar que o presidente do TRF-4, Thompson Flores, que deveria tê-lo colocado em seu devido lugar, OBEDECEU CANINAMENTE, apequenando o tribunal.
    Se a segunda instância obedece à primeira há algo de podre no reino da Dinamarca.
    MORO MAIS UMA VEZ AGIU COMO SE AS LEIS DEVESSEM SER OBEDECIDAS POR TODOS, MENOS POR ELE.
    E como se ele fosse a última instância da Justiça, acima de todas.
    Apesar de ter saído como “vencedor” no episódio, a vitória de Moro foi de Pirro e as suas consequências não se esgotaram com a permanência de Lula nas dependências da Polícia Federal. O seu comportamento deverá ser analisado pelo Conselho Nacional de Justiça e a sua credibilidade e popularidade deverá sofrer mais um revés.
    Além disso, MORO PERDEU TOTALMENTE A CONDIÇÃO DE CONTINUAR JULGANDO OS DOIS OUTROS PROCESSOS QUE COMANDA CONTRA O EX-PRESIDENTE LULA, O DO SÍTIO QUE JAMAIS FOI DE LULA E O DO TERRENO DO INSTITUTO LULA QUE JAMAIS FOI DO INSTITUTO.
    A sua exclusão dos processos deverá ser pleiteada pela defesa do ex-presidente e acatada pelo STF, a fim de se restabelecer a segurança jurídica no país.

    Curtir

  4. POR QUE LULA JÁ GANHOU
    El Pais

    A TRAGICOMÉDIA judicial do domingo serviu para deixar mais a descoberto a fragilidade de todo o sistema jurídico brasileiro, que ameaça contagiar o restante das instituições.

    O dia, 8 de julho, foi apelidado de “DOMINGO DA LOUCURA JUDICIAL”. E é possível que seja lembrado como a data em que LULA GANHOU UMA BATALHA MAIOR QUE A DE SUA LIBERTAÇÃO. Graças a tudo o que se mobilizou em torno de sua luta judicial, cuja condenação em segunda instância o impede de disputar as eleições presidenciais APESAR DE ESTAR À FRENTE NAS PESQUISAS, o Brasil descobriu que seu SISTEMA JUDICIAL ESTÁ PODRE.
    Foi a importância da figura política e mítica de Lula posta em discussão o que LEVOU TODA A CADEIA JURÍDICA, DA PRIMEIRA INSTÂNCIA AO SUPREMO, A DESCOBRIR A URGÊNCIA DE UMA REFORMA QUE NÃO PODE ESPERAR MAIS, sob pena de uma convulsão social. Lula continua na prisão e é possível que novas condenação caiam sobre sua cabeça, embora ninguém seja capaz de profetizar seu futuro. O QUE É CERTO MESMO É QUE LULA, INOCENTE ou culpado, FEZ VER QUE O REI SUPREMO DA JUSTIÇA ESTÁ NU. Foi ele quem atiçou o fogo, E OS RATOS, que sempre existiram, começaram a sair de suas tocas.
    Não foi um simples plantonista, entre ingênuo e malicioso, que provocou a tempestade, com seu desejo de não ficar atrás na corrida de egos que atravessa, por exemplo o Supremo. Se Dias Toffoli, por sua conta e risco, com uma decisão monocrática que contradizia a do colegiado do Supremo, tirou da prisão José Dirceu, condenado a 30 anos, por que ele não poderia libertar Lula?
    A tragicomédia judicial do domingo serviu para deixar mais a descoberto, se possível, a fragilidade de todo o sistema jurídico brasileiro que ameaça contagiar o restante das instituições. O caso Lula poderá um dia ser estudado como o revulsivo que revelou que não dá mais para esperar a reforma da Justiça, a começar pelo Supremo, cada vez mais se revelando, COM O ESPETÁCULO POUCO EXEMPLAR DO PROTAGONISMO DOS ALTOS MAGISTRADOS, O PONTO CRUCIAL DE TODA A INSEGURANÇA POLÍTICA E ATÉ SOCIAL QUE AGITA O BRASIL.
    Já não resta dúvida de que o espetáculo oferecido pelos ministros da alta corte chegou ao ápice. A guerra de egos entre os 11 juízes supremos é evidente até para os analfabetos do país. Hoje magistrados como Gilmar Mendes, Dias Toffoli, Barroso e Carmem Lucia são mais protagonistas em nível popular que muitos atores das novelas, o que é uma aberração democrática.
    Ou o Brasil recompõe a legalidade jurídica ou a crise política já em curso com ameaças de volta aos tempos obscuros do autoritarismo acabará se agravando. É nas águas da insegurança jurídica que melhor se reproduzem as bactérias de todos os totalitarismos.
    Uma das tarefas mais urgentes do novo presidente da República será pôr ordem nos tribunais e mudar um Supremo que parece estar agindo mais na pequena política partidária do que na defesa da Constituição. É urgente uma reforma profunda da instituição que deveria ser a coluna mestra das demais instituições. É urgente renovar o sistema de escolha dos magistrados para que não acabem sendo meros seguidores de quem os nomeou. É urgente despojar o Supremo das funções meramente judiciais que o levam às vezes ao limite do ridículo, tendo que julgar um habeas corpus de um condenado por ter roubado um par de tênis usados. É urgente retirar-lhes a vaidade de que votos intermináveis e crípticos sejam televisionados. Se por um lado isso pode ser visto como uma abertura democrática, acaba sendo um caldo de cultura da vaidade dos togados.
    É POSSÍVEL QUE SEM O CASO LULA, QUE AINDA NÃO SABEMOS COMO SERÁ RESOLVIDO PESSOALMENTE, OS REIS DO SUPREMO SEGUISSEM PROTEGIDOS PELA REVERÊNCIA DE SUAS TOGAS CAPAZES DE OCULTAR PEQUENAS E MESQUINHAS MISÉRIAS QUE ACABAM ENVENENANDO NÃO SÓ A POLÍTICA, COMO TAMBÉM A CONFIANÇA NA JUSTIÇA. LULA, EMBORA ATRAVÉS DO PARADOXO DE SUA CONDENAÇÃO, ESTÁ SERVINDO PARA QUE TODO O BRASIL, DADA A NOTORIEDADE DE SEU CASO PENAL, ESTEJA DESCOBRINDO QUE A DEUSA GREGA DA JUSTIÇA ESTÁ ARRANCANDO A VENDA DE SEUS OLHOS FICANDO LIVRE PARA TENTAÇÕES INCONFESSÁVEIS.

    Curtir

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s