Novo Presidente do STF se pronuncia em relação ao pedido de liberdade de Lula

Publicado por

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, afirmou nesta segunda-feira (17) que “dificilmente” a prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva será derrubada no julgamento de recurso pelo plenário da Corte.

O julgamento do recurso contra essa decisão começou a ser feito no plenário virtual, no qual os ministros não se reúnem, mas votam de forma remota, pelo computador. Na última sexta (14) – quando já havia 7 votos contra e 1 voto a favor da liberdade de Lula – o ministro Ricardo Lewandowski pediu vista, de modo a levar o caso para decisão no plenário físico.

“O fato é que esse caso já houve no plenário virtual seis votos [sic] a favor da situação anterior e um divergente. Na minha opinião, eu penso, que como se trata de um recurso limitado, que são os embargos de declaração, e o tema foi extremamente debatido, muito dificilmente vai haver qualquer mudança”, afirmou o ministro, durante entrevista à imprensa.

“A pauta até setembro já está liberada, essa pauta não entraria nesse período. Se eventualmente o ministro Ricardo Lewandowski liberar para o plenário físico essa pauta eu vou conversar com ele a respeito de quando ele gostaria de ver isso pautado. Mas ainda agora em setembro não será”, disse o ministro.

tofolli

Curta República de Curitiba
Anúncios

Um comentário

  1. SE os ministros continuar desrespeitando as decisões de instâncias superiores, será melhor trocar todos, chega de recursos de quem já está julgado condenado e preso. RESPEITEM A JUSTIÇA .