IML confirma que morte de Tatiane Spitzner foi por asfixia mecânica

O laudo do exame de necropsia do Instituto Médico-Legal (IML) confirmou que a morte de Tatiane Spitzner foi por asfixia mecânica, causada por esganadura e com sinais de crueldade. A informação foi divulgada nesta quinta-feira (20) pelo diretor do IML, Paulino Pastre.

“Todo o procedimento pericial realizado confirmou unanimemente, tanto os exames complementares realizados em Curitiba como o exame necroscópico lá em Guarapuava, que a Tatiane morreu e posteriormente caiu do prédio”, disse o diretor do IML.

O diretor do IML explicou que vários elementos ajudam a comprovar que houve a esganadura, além da fratura do osso hioide, que fica na região do pescoço.

“O que foi mais importante a corroborar foram outros elementos da constrição da região cervical – por meio do emprego possivelmente das mãos, na esganadura – que imprimiu os próprios dedos, para falar em um linguajar mais simples, na musculatura cervical, fazendo um processo de edema, e que é constatável no exame”, detalhou.

Pastre informou que o corpo de Tatiane apresentava evidências de que houve luta antes da morte.

tatiane

Anúncios

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s