Delegado que investiga atentado contra Bolsonaro é petista declarado e já trabalhou para Pimentel

Publicado por

delegadovagabundo

O delegado Rodrigo Morais que investiga o atentado contra Bolsonaro é declaradamente contrário ao candidato do PSL.

O que se fala nos bastidores, sendo afirmado pela própria vítima do atentado, é que Rodrigo está tentando abafar o caso e proteger os cúmplices de Adélio.

Rodrigo foi enviado por Pimentel, governo petista de Minas Gerais, para assistir o Super Bowl na Califórnia , no ano de 2016. Claro, pago com dinheiro público.

O delegado também gosta de demonstrar todo o seu ódio contra Bolsonaro e seus eleitores, inclusive taxando uma eleitora desconhecida de “loira burra”.

Curta República de Curitiba
error
Anúncios

2 comentários

  1. Mais um suspeito no julgamento de atentados à democracia!
    Celso Daniel foi assim e mais 7 pessoas envolvidas no seu assassinato também foram misteriosamente assassinadas.
    Eduardo campos morreu em acidente aéreo e não localizaram a caixa preta do voo…
    Idem na morte aerea de Teori Zavask…
    O Toninho (Campinas) do pt também foi misteriosamente assassinado…

  2. Ora, o que estão esperando?? Tirem ele do processo e coloquem alguém isento. Na realidade um delegado como ele deveria ser desligado de sias finçoes por falta absoluta de condições de exercer sua função com imparcialidade!!
    Onde está a direção da PF que não toma as devidas providências?!