72h para a Defensoria Pública do Sergipe tomar vergonha e acabar com as regalias

A Juíza Federal de Propriá/SE Adriana Franco Melo Machado deu prazo de 72 horas para que a União se pronuncie sobre o pedido do Ministério Público Federal de, no mínimo, um Defensor Público para o Município sergipano. O MPF nem pede muito, que é para não ofender a classe e também não atrapalhar as viagens dos defensores. Pede também a presença física na cidade pelo menos uma vez a cada 15 dias.

A República de Curitiba está acompanhando o caso. Mostramos aqui no dia 3 de dezembro que o Procurador da República Flávio Pereira da Costa Matias solicitou com urgência defensores públicos para a cidade de Propriá e região, no Sergipe. E escreveu o seguinte na ação civil pública “ Se a DEFENSORIA PÚBLICA DA UNIÃO tem disponibilidade de defensores públicos para trabalhar a partir do Canadá, certamente terá defensores para atender os jurisdicionados pobres e necessitados de Propriá-SE e região”

Anúncios

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s