Agência Pública se diz independente mas é financiada pela Fundação Ford

Publicado por

A “Agência Pública”, que se define como ONG pioneira de “jornalismo investigativo independente” e constituída “apenas por mulheres”, mantinha um serviço, bastante ativo durante as eleições, de “fact checking”. Essa atividade era uma espécie de árbitro de notícias produzidas ou veiculadas fora das mídias tradicionais. Ora dizendo o óbvio sobre boatos evidentes, ora valendo-se dessa posição para enfatizar algumas notícias como verdadeiras ou relativizar outras como em parte questionáveis, agora não mais esconde a que narrativa veio.

Certamente boatos não deixaram de existir na Internet, nem políticos e jornalistas pararam de mentir, mas o grupo agora disse que não mais cuidará das fake news. Seu foco será “investigar o governo Bolsonaro e as consequências de suas ações para os brasileiros mais vulneráveis”. A agência diz-se criada em 2011, mas ignoramos que tenha obtido notoriedade em alguma reportagem investigativa sobre tanta coisa, não tão escondida assim, que hoje sabemos, graças à Lava Jato, merecia ser investigada na era Dilma.

E para se manter divulga financiamentos coletivos, as famosas “vaquinhas online”. Mas engana-se quem acredita que esse pessoal vive de almas bondosas. Só em 2018, a Pública recebeu 1,4 milhão de dólares da Fundação Ford. Fundação essa conhecida por financiar projetos feministas, de educação sexual baseadas na perspectiva de gênero, direitos sexuais e pautas exclusivamente de esquerda. A Fundação Ford financia projetos no Brasil desde 1960 e só no primeiro semestre de 2018 já financiou um total de mais de 3,4 milhões de dólares de projetos e ONG’s brasileiras.

Curiosamente, em 2018 o valor repassado da Fundação Ford para a Pública foi 300% maior, comparando com o investimento de 2015 a 2017, passando de 350 mil dólares em 2017 para 1,4 milhão este ano.

Será que são independentes mesmo? A esquerda tenta se vestir de boa alma, mas devido a sua paixão pelo dinheiro, não consegue se esconder em pele de cordeiro por muito tempo.

WhatsApp Image 2018-12-10 at 15.28.13

Curta República de Curitiba
Anúncios