Os 513 deputados federais também têm direito ao auxílio-mudança, mesmo os reeleitos que já residem em Brasília

Publicado por

O infelizmente reeleito senador Renan Calheiros fica bradando aos quatro ventos que é contra o auxílio-moradia dos juízes. Mas acredito que ele está mal informado sobre os ganhos dos deputados e senadores. Os 513 deputados federais têm direito a um auxílio-mudança. E os reeleitos, assim como os senadores, ganharão igualmente em dobro, ou seja, 67,4 mil reais.

O incoerente benefício está previsto em um decreto de 2014 assinado pelo então presidente do Congresso Nacional, José Renan Vasconcelos Calheiros, o Renan Calheiros. Rá! Olha ele de novo!

“É devida aos membros do Congresso Nacional, no início e no final do mandato, ajuda de custo equivalente ao valor do subsídio, destinada a compensar as despesas com mudança e transporte”.

Vale lembrar que os reeleitos já residem em Brasília, logo, não iriam fazer nenhuma mudança. Mas vão receber o valor referente ao tal auxílio.

Vale a pena enviar um e-mail para seus candidatos eleitos e questionar se eles irão receber esse auxílio. Que tal? A responsabilidade de fiscalizar os candidatos é nossa, faz parte de nossa obrigação como cidadão. No link abaixo é possível encontrar o deputado e seu endereço eletrônico:

http://www2.camara.leg.br/deputados/pesquisa/fale-com-o-deputado

Curta República de Curitiba
error
Anúncios

4 comentários

  1. Para aprovar o aumento do salário mínimo, não ode porque não tem como pagar, se acabar com essas mordomias, vai ter com certeza o bastante . Uma falta de respeito aos trabalhadores e aposentados .

  2. Fala sério , Renan Calheiros; quanto abuso diante de um povo tão sofrido e sacrificado que sofre com problemas de moradia, que fará pensar em auxílio mudança.
    Isso vai acabar.

  3. Passou da hora de acabar com as mordomias. Muito dinheiro com pouquíssimo resultado, quando há setores do serviço público necessitando de recursos e não tem. Aqui, infelizmente, sem falar dos desvios. Brasileiros vamos nos unir num comportamento ético a ponto de transformar o Legislativo, o Executivo e o Judiciário. Afinal, somos povo ou um bando?!!!!!