STF prepara surpresa de páscoa especial para 2019: soltar Lula, Cunha, Cabral e Dirceu

Publicado por

A luta contra a corrupção promete ter ritmo acelerado com Sérgio Moro como Ministro da Justiça no governo Bolsonaro. Mas o STF parece estar planejando algo bem diferente do que os brasileiros esperam. Dia 10 de abril de 2019 é a data fixada pelo ministro Dias Toffoli para o novo julgamento sobre a prisão após condenação em segunda instância.

Acontece que com o voto anunciado de Rosa Weber, a maioria contrária à prisão após condenação em segunda instância estaria estabelecida. Gilmar, Lewandowski, Celso de Melo, Marco Aurélio, Dias Toffoli e Rosa Weber, seis votos que representariam a liberdade de Lula, Eduardo Cunha e Sérgio Cabral, além de manter Zé Dirceu fora da prisão.

Vale lembrar que todos possuem equipes de excelentes advogados e depois de soltos, nenhum desses corruptos voltará para a prisão.

Sobrou para quem frear esse desmedido STF? Para nós, que temos o direito de limpar essa corte que já está passando de todos os limites aceitáveis. Ou teremos que nos contentar com esse amargo ovo de páscoa que estão querendo nos fazer engolir goela abaixo.

Curta República de Curitiba
Anúncios

2 comentários