Autor da lei do desarmamento morre com tiros de arma sem registro

Publicado por

Uma triste ironia do destino selou o assassinato do ex-governador do Espírito Santo e ex-senador Gerson Camata, 77 anos, ocorrido no dia 26, na Praia do Canto, em Vitória.

Camata foi o autor do Projeto de Lei do Senado 292/1999, posteriormente aprovado pelo Congresso Federal e transformado na Lei Ordinária 10826/2003, conhecido como Estatuto do Desarmamento. Ou seja, a lei criada por Gerson Camata, responsável por transformar milhões de brasileiros em vítimas indefesas de criminosos, não protegeu o próprio Camata.

O assassino confesso do ex-governador Gerson Camata, Marcos Venício Moreira Andrade, foi transferido para o presídio em Viana, no Espírito Santo. Marcos Venício foi autuado em flagrante por homicídio qualificado por motivo torpe e por dificultar a defesa da vítima.

Camata, de 77 anos, foi assassinado com um tiro depois de uma discussão com um ex-assessor, causada por uma ação judicial movida pelo ex-governador contra ele, que resultou no bloqueio de R$ 60 mil da conta bancária do agressor.

A arma de Marcos Venício não tinha registro.

Anúncios

Um comentário