Maduro diz que Bolsonaro tem planos com os EUA para derrubá-lo

Publicado por

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, pediu nesta sexta-feira, 28, à Força Armada que fique alerta diante dos “traidores”, e voltou a denunciar um plano dos Estados Unidos para tirá-lo do poder com a ajuda de Jair Bolsonaro e do governo colombiano.

“Alerta, Força Armada Nacional Bolivariana! Joelho na terra contra os traidores, estejam onde estejam (…). Resumo isto em apenas uma frase: máxima lealdade com a Constituição, com o povo e com a revolução acima de qualquer intriga, de qualquer traidor que surja”, exclamou Maduro, que assumirá seu segundo mandato no dia 10 de janeiro.

Segundo Maduro, Washington aumentou de US$ 40 milhões para US$ 120 milhões uma suposta verba para “comprar” oficiais venezuelanos e promover sua queda.

“Assim como temos graves ameaças permanentes, também temos a quinta coluna, os cavalos de Troia, os traidores e as traidoras pululando no cenário nacional, apoiando os inimigos da Venezuela nas medidas que tomam contra nosso país”.

 Maduro, que enfrenta a pior crise econômica da história moderna da Venezuela, foi eleito para um segundo mandato em eleições boicotadas pela oposição e de validade duvidosa. Tal crise econômica causada pelo próprio Maduro e seu socialismo, que mata os venezuelanos de fome enquanto ele e seus asseclas desfrutam de uma vida de luxos.

Esperamos que não só o Brasil e os Estados Unidos se unam contra esse ditador, mas que toda a comunidade internacional entenda que a ditadura de Maduro precisa acabar antes que todos os venezuelanos sejam dizimados.

Curta República de Curitiba
Anúncios

2 comentários

  1. Maduro, você não vai ser posto para fora do governo da Venezuela. Você vai cair do galho. Você já esteve maduro, hoje você está podre. Que razões morais tem você para se achar digno de governar um país que já foi próspero e hoje vive miseravelmente graças à sua “colaboração” ?