Bolsonaro critica procuradores que ingressaram com ação contra Luciano Hang

Publicado por

 

dono-havan

O víeis ideológico motivou Procuradores do Ministério Público do Trabalho de Santa Catarina a ingressarem com ação contra a rede de lojas Havan e o empresário Luciano Hang. É esta a conclusão do presidente da República Jair Bolsonaro e do próprio empresário.

Os procuradores alegam na ação indenizatória, que a empresa e seu dono promoveram assédio moral para interferir nos votos dos trabalhadores e diante disso requerem uma indenização de R$ 100 milhões de reais por danos morais coletivos e individuais supostamente praticados contra seus funcionários durante a campanha eleitoral, o que é um total absurdo.

De fato, Hang apoiou a candidatura do presidente Jair Bolsonaro, mas daí a se concluir que constrangeu seus funcionários e nesse sentido exigir uma indenização capaz de ‘quebrar’ a empresa, é uma conduta que beira a insanidade.

Em entrevista concedida ao SBT ontem dia (03. Jan), Bolsonaro saiu em defesa de Hang e atacou veementemente os procuradores, que segundo levantamento realizado pelos advogados do empresário promoviam verdadeiro ativismo político e expunham em suas redes sociais o “#EleNão”.

Veja o vídeo abaixo:

 

Curta República de Curitiba
error
Anúncios

2 comentários

  1. Infelizmente o MP não é o mesmo em todos os locais. Como varias outras instituições do governo, também está invadido por ratos imundos da esquerda, que se satisfazem em patrulhar para punir injustamente àqueles que não pensam dentro de sua ideologia obscena.
    Espero que estes de Santa Catarina saiam desta ação injusta perdendo e eles sim tendo de pagar uma volumosa indenização por danos morais, etc. E sejam demitidos por abuso de poder e improbidade administrativa!