Bolsonaro põe Haddad no seu devido lugar

Publicado por

Na última 6ª feira,4, o ex-prefeito de São Paulo e candidato à Presidência da República em 2018, Fernando Haddad (PT), comentou em sua conta no Twitter sobre o anti-intelectualismo no Brasil. Haddad compartilhou uma notícia do site alemão Deutsche Welle que falava sobre o assunto.

A notícia foi originalmente publicada em 28 de novembro do ano passado, com o título “Brasil, um país do passado“.

Neste sábado o presidente Jair Bolsonaro retrucou, na mesma rede social, chamando Haddad de “fantoche do presidiário corrupto” e “marmita“. “A verdade é que o marmita, como todo petista, fica inventando motivos para a derrota vergonhosa que sofreram nas eleições, mesmo com campanha mais de 30 milhões mais cara“, escreveu.

Haddad declarou que a fonte do assunto foi artigo de um jornalista alemão e convidou Bolsonaro para um debate.

Bolsonaro publicou cerca de 40 tweets desde que assumiu a Presidência da República, na 3ª feira (1º.jan.2019). O número é 52% maior que os 25 tweets postados nos últimos 5 dias antes de assumir o governo.

Sabemos que a derrota é dolorida, mas uma hora Haddad precisa aprender que não tem mais jeito. Fazer oposição é bem diferente das bobeiras que ele está fazendo.

Curta República de Curitiba
Anúncios

Um comentário