Bolsonaro questiona gasto da Caixa com patrocínio de times de futebol

Publicado por

A Caixa Econômica Federal patrocina 12 times da primeira divisão do Campeonato Brasileiro, 13 da Série B e projetos em outros esportes e no campo cultural. Propagandas da empresa frequentam o horário nobre da televisão. As ações da empresa no setor despertaram críticas do presidente eleito Jair Bolsonaro, que em dezembro escreveu no Twitter que “a Caixa gastou cerca de R$ 2,5 bilhões em publicidade e patrocínio neste último ano. Um absurdo!” e que iria rever contratos.

Após a declaração de Bolsonaro, a Caixa divulgou que as cifras são mais modestas: R$ 685 milhões previstos para 2018, com R$ 500,8 milhões já executados. Sejam quais forem os números, porém, a fala do presidente eleito reacendeu o debate sobre a necessidade e o modo como as empresas públicas devem investir em publicidade.

“O Bolsonaro e o Paulo Guedes querem acabar com a farra do dinheiro público. E aí essa história de patrocínio time de futebol e festas precisa parar. Seria muito melhor que a Caixa Econômica Federal repassasse esses R$ 2 bilhões a juros subsidiados para gerar empregos”, afirmou o senador Ataídes de Oliveira (PSDB-TO). “O que justifica a Caixa Econômica fazer propaganda, se ela é uma estatal, uma autarquia, não tem que dividir mercado com ninguém?”, endossou o deputado federal Rubens Bueno (PPS-PR).

O fato é que realmente é muito dinheiro investido em um esporte que já gera lucros milionários tanto para os clubes quanto para os jogadores. E os torcedores fazem essa engrenagem funcionar pagando ingressos a valores muitas vezes altos e comprando camisetas e adereços do clube. Seria mesmo necessário uma estatal gastar tanto dinheiro patrocinando um esporte que já se paga por si só?

Curta República de Curitiba
error
Anúncios

3 comentários

  1. Apoiado Presidente. Se querem pagar quantias astronômicas a jogadores, técnicos e outras, que façam com outro dinheiro que não seja o que deveria ir para a Saúde, Educação, Infraestrutura, Segurança e outros.

  2. Deveria rever também do Banco do Brasil ao Vôlei de Praia. Fui a um torneio em Brasília com convite do BB. Fiquei revoltada com o buffet que serviram e os brindes para os VIps… um abuso com o dinheiro público..