Após passar anos no Brasil sendo defendido pelo STF e pelo PT, o terrorista Cesare Battisti enfim foi preso e entregue ao governo italiano para que cumpra sua pena pelos assassinatos que cometeu.

Este caso escancarou a ineficiência de nossa suprema corte, que ao invés de entregar o bandido para seu país de origem ficou criando maneiras de mantê-lo no Brasil, acatando a ordem do então presidente Lula. Já conhecendo a fama de protetor de bandido que o STF tem, o premiê italiano Giuseppe Conte determinou que o voo que buscou Battisti na Bolívia não passasse em terras brasileiras. Já sabia que o advogado do terrorista estava com pedido de habeas corpus pronto para ser entregue ao ministro Marco Aurélio Mello caso o avião fizesse uma parada em solo brasileiro.

Para o Brasil é lamentável que a suprema corte seja tão mal vista internacionalmente, mas infelizmente há motivos de sobra para tal fama. Soltar bandidos virou especialidade da casa. Agora Battisti irá cumprir prisão perpétua na Itália, para alívio dos parentes das vítimas. O que teria acontecido bem antes caso o PT e o STF não colocassem esse terrorista sob sua proteção.

Não sabemos como, mas é urgente e necessária uma renovação em nossa suprema corte para que possamos de fato confiar em nossa justiça e em nossos ministros. Os que estão lá nos fazem passar vergonha no Brasil e fora dele.

Participe da discussão

3 comentários

Deixe um comentário
%d blogueiros gostam disto: