WhatsApp Image 2019-01-17 at 21.08.30

O processo de seleção interna para decidir quem deve assumir a vaga deixada pelo atual ministro da Justiça, Sergio Moro, tem mais um concorrente: o juiz Friedmann Anderson Wendpap, da 1ª Vara Federal de Curitiba. Wendpap. Há algum tempo ele é tratado na imprensa como o favorito para ocupar o cargo e considerado até mais linha dura que Moro.
A escolha do substituto é baseada no critério de antiguidade, ou seja, é levado em conta o maior tempo de atuação como juiz titular. Até o dia 16 de janeiro a lista de juízes que manifestaram interesse na vaga deixada por Moro, tinha 12 nomes. Friedmann Wendpap, apesar de favorito, ocupa a segunda colocação. Em tese, o primeiro colocado – até o momento – é Julio Guilherme Berezoski Schattschneider, da 1.ª Turma Recursal de Santa Catarina.
Caso ocorra uma mudança na lista e Wendpap se confirme como o novo responsável pelos processos da Operação Lava Jato, petistas acreditam que a situação do ex-presidente Lula pode complicar. Pois, pode ficar a cargo do novo juiz julgar os processos envolvendo o sítio de Atibaia e o Instituto Lula. Em novembro de 2016, ele foi responsável por bloquear 3% dos bens da Odebrecht, Odebrecht Plantas Industriais e OAS a pedido da União.
Formado pela Universidade Federal do Paraná (UFPR), onde também fez mestrado, Friedmann Wendpap foi juiz de direito do estado do Paraná entre 1990 e 1994. Também atuou como juiz federal na 3ª Região, que abrange Mato Grosso do Sul e São Paulo e como juiz auxiliar da Corregedoria Nacional de Justiça (CNJ) entre 2009 e 2010. Professor de ciência política e direito internacional público, é considerado mais poético nas sentenças. O juiz também foi colunista da Gazeta do Povo durante oito anos.
Guardem esse nome: Friedmann Anderson Wendpap. Ele ainda nos dará bons motivos para comemorar.

Participe da discussão

3 comentários

Deixe um comentário
%d blogueiros gostam disto: