80% dos juízes apoiam prisão em 2ª instância

Publicado por

A AMB (Associação dos Magistrados Brasileiros) realizou uma pesquisa e revela que 80% dos juízes brasileiros apoiam a prisão após condenação em 2ª instância.

A pesquisa foi coordenada pelo ministro do STJ, Luis Felipe Salomão, e pela vice-presidente institucional da AMB, Renata Gil, a pesquisa ouviu 4.000 magistrados, entre os quais ministros de tribunais superiores e do STF.

A Corte debaterá o tema em 10 de abril e o assunto é abordado no pacote anticrime do ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro.

O “plea bargain”, defendido por Sergio Moro, é aceito por 92,2% dos magistrados de segundo grau.

Curta República de Curitiba
Anúncios