CPI da Lava Toga foi enterrada sob pressão do STF

Publicado por

A população estava esperançosa sobre a abertura de uma Comissão Parlamentar de Inquérito, a CPI, para investigar magistrados e ministros do Supremo Tribunal Federal. Mas ontem a CPI  da Lava Toga foi enterrada após três senadores retirarem suas assinaturas para que a investigação fosse aberta. Tasso Jereissati, do PSDB,  Kátia Abreu do PDT e Eduardo Gomes, do MDB, estranhamente recuaram e fizeram com que a CPI nem saísse do papel.

O senador Alessandro Vieira, do PPS, autor do pedido de criação de uma CPI para investigar denúncias envolvendo juízes de cortes superiores, afirmou que houve pressão de ministros do STF para que seus colegas de Senado retirassem suas assinaturas.

Ministros STF atuaram nos bastidores, durante o fim de semana, para que o Senado recuasse da abertura de uma CPI para investigar o ativismo judicial.

O que nos leva a crer que o Supremo tem muita gente nas mãos e usaram desse argumento para fazer com que os têm medo recuassem. Aquela velha história de quem não deve não teme. Mas quem deve morre de medo.

Quer mais tráfico de influência e ativismo judicial que isso?

Vamos aguardar e torcer para que de alguma maneira essas investigações sejam realizadas.

Curta República de Curitiba
error
Anúncios