Moro já declarou que o Brasil não será ‘porto seguro’ de criminosos.

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, instaurou um confronto direto com o PCC e as demais facções criminosas do país.

Nesta quarta-feira, 13, o governo publicou uma portaria com regras mais rigorosas para visitas a presos em presídios federais de segurança máxima.

Uma das principais ações é o isolamento das lideranças de facções – medida que atinge diretamente as organizações criminosas.

Pelas novas regras, as visitas sociais nesses presídios só serão possíveis, em parlatório ou por videoconferência.

A portaria proíbe, por tempo indeterminado, visitas íntimas a quem foi membro de facção criminosa, líder de quadrilha ou tentou fugir da polícia.

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: