O Pontífice fez a declaração a sacerdotes após discurso de Linda Ghisoni, professora de Direito Canônico. Linda fez uma palestra sobre “A proteção de menores na Igreja” no segundo dia da reunião no Vaticano, onde 190 membros do alto clero participam.

“Convidar uma mulher a falar não é entrar no modo de um feminismo eclesiástico. Porque, no final, todo feminismo acaba sendo um machismo de saia” disse o Papa.

O Papa também falou das funções da mulher na Igreja. “Não se trata de dar mais funções à mulher na Igreja. Sim, isso é bom, mas isso não resolve o problema. Trata-se de integrar a mulher como uma figura da Igreja em nosso pensamento. E pensar assim também na Igreja com as perspectivas de uma mulher” concluiu o Pontífice.

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: