Juíza defende postagem de Bolsonaro: “a guerra não é ideológica, mas sim, cultural”

Publicado por

A juíza de direito do tribunal de justiça de Minas Gerais e professora de direito penal Ludmila Lins Grillo publicou em sua página pessoal do Facebook texto em que defende que “a exposição nua e crua do estado de degradação moral de um povo é meio legítimo e eficiente de elevação do nível de consciência coletiva, na medida em que escancara as entranhas carcomidas do ambiente cultural em que estamos inseridos”.

‪Confira a postagem:

Curta República de Curitiba
Anúncios