Davi, tenta efetivar afilhados sem concurso no Senado

Publicado por

Em sigilo, Davi Alcolumbre tenta efetivar dois servidores do alto escalão do Senado Federal no quadro funcional da Casa sem concurso público. Funcionários comissionados do presidente do senado desde 2015, Paulo Augusto de Araújo Boudens atual chefe de gabinete da Presidência do Senado, e o secretário parlamentar Luiz Carlos Kreutz podem ser beneficiados por processo que corre em sigilo no Congresso Nacional.

O site de notícias Metrópoles teve acesso ao documento mantido em segredo, que leva o número 00200.004127/2019-60, que foi descoberto devido uma falha no sistema eletrônico da Casa.

Este pedido foi protocolado em 2015, mas somente agora no dia 1º de abril, que a diretora-geral do Senado, Ilana Trombka, despachou o pedido para o advogado-geral, Fernando César de Souza Cunha, ou seja, três meses após a eleição do senado.

Os afilhados de Davi, Paulo Augusto Boudens por ser chefe de gabinete recebe um salário bruto mensal de R$ 26.956,86, e Luiz Carlos Kreutz recebe R$ 17.992,56, ainda sem contar com os descontos.

Segue os documentos:

Curta República de Curitiba
error
Anúncios