O pedido de Impedimento contra o Ministro do Supremo Tribunal Federal, Sr. Gilmar Ferreira Mendes, foi motivado porque o Sr. Gilmar Mendes, insultou Procuradores da Justiça, em especial, nomeou o Procurador Deltan Dallagnol que atua na Lava Jato, disse o Ministro a respeito da atos praticados pelo Procurador: 

  • “(…) isso não é método de instituição é método de gângster. Gangster é disso que se trata.”
  • “(…)a ousadia desse tipo de gente: Desqualificada, desqualificada, quem encoraja esse tipo de coisa é um covarde”
  • “esse tipo de gente, gentalha‘, ‘despreparada‘, não tem condições de integrar um órgão como o Ministério Público. Isto é um modelo ditatorial”
  • “Se eles estudaram em Harvad ou em alguma coisa, não aprenderam absolutamente nada, são uns ‘cretinos’ não sabem o que é processo civilizatório”
  • “sabe-se lá o que pode estar fazendo com este dinheiro
  • esses falsos heróis estão no cemitério hoje. Descobre-se exatamente que eles integram máfia, organizações criminosas… Está se vendo que o combate à corrupção é lucrativo”

Essa fala, independentemente da motivação do Ministro, não se coaduna com o posicionamento Ético de um Ministro da mais alta Corte de Justiça em pleno julgamento de um processo, no caso o julgamento do Agravo no Inquérito nº 4435 Pedro Paulo Carvalho Teixeira e Eduardo da Costa Paes X MPF. (um julgamento transmitido ao vivo, uma vergonha)

  • Afora isso, o Ministro sofreu pedido de afastamento pela Associação dos Procuradores Federais, mostrando que ele não se importou o bastante com a lei processual;
  • Foi alvo de críticas diretas de outros Ministros em especial o Ministro Barroso que o intitulou como “leniente com a criminalidade do colarinho branco”;
  • Julgou processo nos quais deveria ter se declarado suspeito, o que não fez e julgou e soltou investigados que mantinham e mantem relações pessoais de amizade com ele, o Ministro;
  • A empresas JBS, FECOMERCIO faziam coações para o Instituto Educacional do Ministro, e ainda assim este Ministro julgou processo envolvendo aquelas empresas;

Portanto todos esses fatos praticados pelo Ministro representam atos contra a legislação, logo, o Ministro deve ser processado, julgado e condenado pois, as questões éticas, as questões processuais, a responsabilidade do servidor público devem ser respeitadas por todo e qualquer cidadão, inclusive o Ministro do STF.

Sendo assim o Movimento República de Curitiba, apoiado por mais de 2.2 milhões de assinaturas, frente aos ilícitos praticados, denunciou o Ministro ao Senado Federal o Ministro do Supremo Tribunal Federal, Sr. Gilmar Ferreira Mendes, por meio de pedido de impeachment.

Entendemos que esclarecidas as motivações para o pedido, deixando claro que, não há nenhuma intenção de atacar a pessoa do Ministro, mas somente seus atos que afrontam a lei.

Por um Brasil melhor, mais honesto e por um judiciário totalmente isento, aguardamos sempre o apoio da população de nossa terra.

República de Curitiba

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: