Em sua passagem por Goiás o presidente Bolsonaro fez uma declaração na Convenção Nacional das Assembleias de Deus no Brasil, “Será que não está na hora de termos um ministro do Supremo Tribunal Federal evangélico?”, disse Bolsonaro.

“O Supremo Tribunal Federal agora está discutindo se homofobia pode ser tipificado como racismo. Desculpe aqui o Supremo Tribunal Federal, que eu respeito e jamais atacaria outro poder, mas, pelo que me parece, estão legislando. E eu pergunto aos senhores: o Estado é laico, mas eu sou cristão”, disse o presidente.

Após esta declaração a boatos que Bretas seria um bom nome para o STF, uma vez que o ministro Sergio Moro, se aprovado o pacote “anticrime”, não poderá ocupar a vaga.

Bretas é evangélico, e é um forte candidato a ocupar o cargo de ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), por indicação de Jair Bolsonaro.

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: