O ministro da Justiça Sergio Moro teve seu smartphone hackeado na última terça-feira (4), de acordo com a Folha de São Paulo.

A invasão no celular de Moro durou seis horas e, segundo as informações divulgadas, aplicativos de mensagens como WhatsApp e Telegram, por exemplo  foram utilizados. No caso de Moro, ele também foi informado de que estariam sendo trocadas mensagens em sua conta do Telegram.

A Polícia Federal agora investiga o caso, juntamente ao setor de tecnologia do Ministério da Justiça.

Veja a nota da assessoria do ministro na íntegra:

“Informamos que ontem houve tentativa de invasão do telefone celular do Ministro da Justiça e Segurança Pública. Diante da possibilidade de clonagem do número, a referida linha foi abandonada. Investigação para apuração dos fatos já está em andamento.”

Patrick Ignaszevski – Republica de Curitiba

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: