O fim do foro privilegiado pode ser votado ainda em junho, e precisa ser aprovada em dois turnos por pelo menos 308 dos 513 deputados, a emenda seguira ao Senado, e precisara ser votada duas vezes, com pelo menos 49 dos 81 senadores.

A pergunta que fica é, será que Rodrigo Maia irá colocar a proposta para votação? Será que os parlamentares irão aprovar uma proposta que pode prejudicá-los diretamente?

Heberton Tavares da República de Curitiba.

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: