O Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) arquivou ontem (27/06), representação para instaurar sindicância contra integrantes da força-tarefa da Lava-Jato com base nos vazamentos de conversas atribuídos ao procurador Deltan Dallagnol, seus colegas e ao ex-juiz federal e hoje ministro da Justiça, Sérgio Moro.

Heberton Tavares da República de Curitiba.

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: