Nesta quarta-feira (31) do mês Julho, a Associação dos Advogados e Estagiários do Estado do Rio de Janeiro impetrou perante a Justiça Federal do DF (Distrito Federal), Mandado de Segurança com o pedido de afastamento liminar do presidente nacional da Ordem dos Advogados do Brasil, Felipe Santa Cruz.

A República de Curitiba destaca alguns dos inúmeros motivos elencados no pedido:

Ofensa aos Advogados do Brasil, tal como ocorreu em 22 de Maio do ano em curso, quando o impetrado em conversas nas redes sociais ofendeu de forma INACEITÁVEL “toda classe” que ele próprio representa nacionalmente, ao declarar insensatamente, utilizando-se de termos nada condizente ao cargo e representatividade que, por ora, exerce, fez uso de palavras chulas quando em discussão com uma advogada declara:

Felipe Santa Cruz: “… pelo menos sei quem é meu pai… os filhos da p*** não costumam saber…”

Advogada Flávia: “… algum problema com as p**? Alguma espécie de preconceito?

Felipe Santa Cruz, ironicamente responde: “… desculpe se ofendi sua profissão…”

Vejam EXPLICITAMENTE a incoerência do “nada” respeitoso presidente da OAB, exigir explicações do Presidente Bolsonaro, sobre a morte do seu pai Santa Cruz, mas julga-se no direito de ridicularizando as mulheres representada na pessoa da advogada Flávia.

E aí, as GRAVÍSSIMAS ofensas acima relatas podem ficar sem punição? É esse o exemplo que ele quer empurrar goela abaixo?

Quatro pontos INACEITÁVEIS para que esse Mandado de Segurança seja considerado:

1. A utilização da entidade (OAB) para fins partidários.

2. Ofensa ao Ministro da Justiça Sérgio Moro.

3. Ofensa ao Juiz Federal Marcelo Bretas.

4. Defesa da atuação dos hackers que agiram CRIMINOSAMENTE invadindo aparelhos celulares de autoridades.

Confira abaixo a íntegra da petição inicial:

https://republicadecuritibaonline.com/wp-content/uploads/2019/08/MANDADO-DE-SEGURANÇA-OAB.pdf

Júnior Santos da República de Curitiba

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: