Durante anos em todas as crises no setor de transportes sindicalistas se aproveitaram para tirar proveito do governo federal e sempre ganharam alguns privilégios, uma medida provisória aqui ou ali, uma resolução e até mesmo uma PL, mas tudo que beneficiasse apenas as instituições sindicais sem se importarem com o caminhoneiro autônomo. Hoje, o Brasil e o Ministério da Infraestrutura estão sob nova direção e esses agentes do mau não se deram conta disso.

Insistindo em por o governo na parede e não aceitarem nenhum tipo de acordos, hoje esses mesmo sindicalistas encontram dificuldades de exigir suas pautas malignas que beneficia apenas eles, embora eles tentam impedir lideranças que não tem ligações sindicais de participar das reuniões como vem fazendo comigo ( Dedéco) sabemos de todo mau que eles vem causando para a classe nessas reuniões, hoje tentam impedir que saia um acordo antes da votação do dia 04/09 quando o STF julga a inconstitucionalidade da Lei 13.703 que estabelece o piso mínimo de custo do transporte.

Meus amigos caminhoneiros que dependem de um caminhão para sobreviver não caiam nesse discurso pois nenhuma pressão muda voto do STF dos ministros, a única coisa que vão conseguir com isso é mudar a data da votação STF é um poder judiciário que segue as leis.

A única coisas que esses agentes do mau vão conseguir é desestabilizar a economia que vem crescendo a passos lentos, mas cresce.

A alta do dólar e a queda da bolsa de ontem dia 19/08/2019 mostra o quanto às ameaças de uma greve é prejudicial à todos nós.

Claro que eu quero o melhor para nós caminhoneiros autônomos e para o povo em geral, mas para isso precisamos nos unir e pensar em um Brasil grande, e pressionar esses maus intencionado a fazerem a coisa certa.

Wanderlei Dedéco

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: