Moro pede investigação sobre filme ameaçador

Publicado por

A pedido do ministro da Justiça, Sérgio Moro, a Polícia Federal vai abrir inquérito para investigar os autores da “canhota” produção do vídeo “Operação Lula Livre” em que a filha dele aparece como vítima de sequestro.

No roteiro do curta-metragem publicado no YouTube, aparece uma garota sequestrada sendo retirada da mala de uma caminhonete apresentada como a “filha” do ministro da Justiça e Segurança Pública, “Sério Mauro”, e em poder de criminosos, exigem a imediata libertação do comandante da esquerda o presidiário Luiz Inácio Lula da Silva para que a garota seja libertada.

Nas cenas, uma caricatura do ex-presidente Lula aparece na parede, junto a uma bandeira da cor vermelha e os atores gritam o canhoto jargão “Lula livre”, tão usado por todos os partidos de esquerda pedindo a libertação do petista, condenado por ter supostamente recebido um apartamento no Guarujá em forma de propina repassada pela construtora OAS.

“O Ministério da Justiça, informou que Moro solicitou abertura de inquérito por se tratar de clara ameaça e apologia ao crime por parte dos diretores deste audacioso filme que revela o intuito gravíssimo de intimidar ele e sua família”.

A República de Curitiba repudia veemente todas as ameaças por parte da esquerda contra os homens e mulheres de bem deste país e convoca que os brasileiros se unam ainda mais em rezas e orações para que se dissipem toda malévola intenção da esquerda contra o nosso país.

Júnior Santos – República de Curitiba.

Curta República de Curitiba
error
Anúncios