”Hamilton Mourão afirma: Nosso governo não é antidemocrático”.

Em um almoço com o Ministro da Economia Paulo Guedes, o vice-presidente Hamilton Mourão, buscava solucionar a situação do secretário da Receita, Marcos Cintra, quando recebeu telefonema do presidente Jair Bolsonaro, resolvendo a questão. De fato, Sintra está fora do governo.

“Uma coisa que todo mundo precisa entender é:  Quem é o decisor? O presidente Jair Bolsonaro. A gente pode ter um monte de ideias, mas a palavra final é dele e ponto final.

Em suas sábias palavras Mourão diz: Fato de o presidente ter a palavra final, não pode ser confundido com um governo autoritário: “Nosso governo não é antidemocrático”.

Se o presidente for candidato à reeleição e quiser que eu vá com ele como vice-presidente, muito bem. Se ele não quiser, se precisar de outra pessoa para compor uma chapa mais forte, seja lá o que for, ok, parabéns, e eu volto para a minha casa, tranquilamente, sem estresse.

Chamamos isso de unidade, não é com exclusividade que se conquista algo em prol de muitos, é pela unidade que se colhe os frutos do empenho de todos para o bem de toda uma nação.

Júnior Santos – República de Curitiba.

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: