Fux e Barroso defensores da prisão após 2ª instância

Publicado por

O Supremo Tribunal Federal (STF), marcou para hoje (17/Out), o julgamento do mérito de três ações que contestam a constitucionalidade da medida sobre a prisão após 2ª instância.

O interessante é que, os dois nobres Luiz, o Fux e o Barroso, votaram contra os pedidos e manterão a decisão de outrora para hoje. Entretanto, os anseios da população brasileira continuam esbarrando na parte da maioria dos ministros que decidem totalmente diferente do que esperamos.

De acordo com o Ministro Luiz Barroso, com uma decisão contrária à segunda instância, o Brasil terá sua imagem ainda mais prejudicada.

“O mundo nos vê como um paraíso de corruptos e acho que nós temos que superar essa imagem, e não há como superar essa imagem sem o enfrentamento determinado da corrupção, dentro da Constituição e dentro das leis”.

E digo mais: “Precisamos ter consciência de que não ingressaremos no grupo dos países desenvolvidos sem enfrentamento com determinação da corrupção”, completou.

Júnior Santos – República de Curitiba.

Curta República de Curitiba
error
Anúncios