Enquanto a maioria do STF insiste em andar na incoerência da verdade e da justiça, o empresário Marcos Valério, decidiu abrir o jogo ao citar o presidiário Lula como um dos mandantes da morte de Celso Daniel, ex-prefeito da cidade de Santo André – SP.

O depoimento aconteceu no Departamento de Investigação de Homicídios de Minas Gerais. Na ocasião, Marcos Valério disse que, o ex-deputado federal, Professor Luizinho (PT), havia lhe confidenciado que Celso Daniel até concordou  (topou) honrar (pagar) as despesas da caravana de Lula pelo Brasil, com recursos da prefeitura na campanha do “chefe dos canhotos” em 2002, entretanto Celso Daniel ficou desapontado ao saber que a proposta do PT era que ele, Celso Daniel, entregasse a administração à ações de quadrilhas e àqueles tinham como meta o enriquecimento pessoal às custas do dinheiro público. Ao negar essa manobra canhota e maligna proposta, o ex-prefeito de Santo André posterior foi assassinado.

Por fim, o Promotor Roberto Wider quis saber se Marco Valério havia pago a chantagem (na época) a Ronan Maria Pinto, conforme o combinado e se teria conversado com o próprio Lula sobre esse esquema (episódio), o empresário disse que sim, que conversou pessoalmente com Lula e lhe disse: “Eu virei para o presidente e disse assim: Resolvi, presidente. Ele falou assim: Ótimo, graças a Deus.

(Fonte: Jornal de Brasília / Redação: Júnior Santos)

Júnior Santos – República de Curitiba

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: