Fux suspende processo contra Dallagnol

Publicado por

Durante a votação da questão da prisão em 2ª Instância, o nada respeitoso, o sempre petulante e indecoroso Gilmar Mendes votou a afrontar seu próprio colega. Ministro Luiz Fux.

Gilmar não gostou quando Fux pediu que Dias Toffoli prosseguisse com seu voto sobre a prisão em 2ª instância, após interrupções de outros ministros e principalmente do próprio de Gilmar Mendes.

“Os incomodados que se mudem”, disse Gilmar, que aproveitou o aparte no voto de Toffoli para criticar e atacar (como sempre) a lava jato, desde que mudou radicalmente de posição.

Sem graça, ante a agressividade do colégio, Fux explicou que não poderia se mudar, pois estava exercendo seu dever de ofício. Porém, a melhor resposta veio no momento subsequente. Fux concedeu liminar e suspendeu o processo disciplinar contra Deltan Dallagnol que tramitava no CNMP – Conselho Nacional do Ministério Público.

O procurador da lava-jato iria ser julgado nesta terça-feira 12 por justamente atacar o trio do mal do STF; Toffoli, Gilmar e Lewandowski. A Folha até havia antecipado o resultado (como assim?) do julgamento 8 a 3 contra Dallagnol, dando a transparecer um jogo de cartas marcadas. A própria Folha garante que o clima azedou no STF, após a decisão de Fux. Pelo visto agora é o Ministro Fux quem diz: “Os incomodados que se mudem.”

(Fonte: Jornal da Cidade)

Por: Júnior Santos – República de Curitiba.

Curta República de Curitiba
error
Anúncios