A diretoria da OAB rejeitou levar ao Conselho Federal, formado por representantes da advocacia de todo o país, a discussão sobre um pedido de impeachment de Dias Toffoli.

O Instituto Nacional de Advocacia (Inad) quer a destituição do ministro por causa da tentativa de acessar relatórios de inteligência financeira sobre 600 mil pessoas.

Felipe Santa Cruz e os demais diretores consideraram que a desistência do ministro de acessar os dados levou ao “esvaziamento das imputações” apontadas pelo Inad.

Leia a nota do instituto:

Nota do INAD – Caso Dias Toffoli

Fonte: O Antagonista

Heberton Tavares – República de Curitiba.

 

 

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: