Em 2020, empresas não terão que pagar multas de 10% do FGTS, e nada altera o quanto o trabalhador receberá

O fim do adicional da multa para as empresas, em nada diminui o quanto o trabalhador recebe. Representa um alívio para as empresas.

O jornalismo da República de Curitiba, traz uma excelente notícia, tanto para as empresas e principalmente para os trabalhadores.

Diferente do alarde que veículos esquerdistas divulgam, a notícia é boa para ambos os lados.

A partir do limiar de 2020 (1º de Janeiro), as empresas deixarão de pagar a multa adicional do “FGTS”, 10% do *Fundo de Garantia do Tempo de Serviço* nas possíveis demissões de trabalhadores.

Atualmente funciona assim:

As empresas pagam 50% de multa nas demissões.

40% ficam com o trabalhador.

10% são destinados aos cofres da união, que são repassados para a administração do fundo.

Destacamos que os 10% pagos pelas empresas correspondem a 5, 4 milhões. Portanto, essa decisão representa um alívio para as empresas e o fim do adicional da multa não vai alterar em nada o quanto o trabalhador receberá.

Por: Júnior Santos da República de Curitiba.

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: